Saúde e Finanças andam juntos? Controle da saúde e os benefícios financeiros!

Share on facebook
Share on google
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Assim como todos precisam ter controle financeiro o controle de sua saúde e o autocuidado precisam andar juntos.

Hoje vamos falar quais são os impactos positivos quando cada cidadão tem mudanças de hábitos e controles de sua saúde.

No livro que Boas Práticas de Saúde Corporativa onde sou uma das coautoras escrevemos sobre porque se gasta cada vez mais com saúde e apesar de equipamentos modernos para diagnósticos e cura e do aumento da expectativa de vida a população está cada vez mais doente? O que fazer? A resposta está em uma expressão curta, de um significado gigante: Mudança de Mindset, ou mudar a cultura da saúde. “A gente vive uma situação de desumanização” diz SigmarMalvezz professor de psicologia da USP em matéria publicada pela revista VocêRH, da Editora Abril. Na edição de Fevereiro/Março a publicação traz como chamada de capa a manchete “Causa Mortis:Trabalho” acrescentando que o ritmo diário, os salários baixos e a falta de tempo para cuidar da própria saúde levam à morte de 120 mil pessoas por ano nos Estados Unidos, e a um prejuízo de 180 bilhões de dólares, como mostra um estudo do professor JefreyPfeffer, da Universidade de Stanford um dos maiores especialistas em gestão de pessoas do mundo. “ As pessoas estão morrendo por um salário”, afirma.

Como diz a reportagem, toda máquina, até mesmo humana, precisa passar por uma revisão. Quando isso não acontece pifa. No caso do ser humano, foi criado o termo burnout, que caracteriza quem trabalha até pifar.

Porém Saúde repercute nos custos e produtividade corporativa, representando o segundo maior custo de uma companhia, somente abaixo as despesas com salários. O custo de saúde com convênio médico, consultas, exames, medicamentos, internações,Reinternações e tratamentos são cada vez mais alto e quando existe afastamento de trabalho podem impactar diretamente na vida financeira, causando muitos transtornos.

Para o profissional liberal o cuidado precisa ainda ser maior, porque você depende única e exclusivamente da sua disposição e saúde para tocar seu negócio, se adoecer e se afastar do trabalho certamente irá causar um dano financeiro maior, sem medir os custos com medicamentos e tratamentos que impactam diretamente na vida financeira do cidadão.

Prevenir e ter controle de sua saúde certamente vai ajudar em economia com gastos no tratamento da doença e os benefícios serão muitos nesse sentido, o ideal é que todos se voltem para a promoção da saúde. A responsabilidade na gestão pessoal da saúde, bem como, educação para o uso adequado da assistência médica, motivação e manutenção de hábitos saudáveis, é dever de cada um. Se a pessoa não for orientada e educada para cuidar da própria saúde, o risco de adoecer é maior. Pessoas na faixa de 25 anos não passam pelo médico e não sabem se tem problema de saúde que poderia ser tratado, como diabetes, hipertensão, colesterol alto, quando são diagnosticadas, muitas vezes o estado da doença já é avançado e grave.

A ausência de uma alimentação adequada, o sedentarismo, casos de vicio de fumo e álcool, a falta de atividades e exercícios físicos, estresse, excesso de peso, entre outros são causas do adoecimento e afastamento do trabalho.

Atenção e comece já a trocar o desperdício de custos da doença pela promoção de ambientes saudáveis isso pode tornar sua vida mais energética, engajada e comprometida com produtividade.

Assim como é necessário ter educação financeira o que queremos propor é uma reflexão para a Educação no Autocuidado que inclui a promoção e prevenção e saúde.

A OMS – Organização Mundial de Saúde diz “A promoção da saúde é um processo de capacitar as pessoas para aumentar seu controle sobre, e para melhorar, a sua saúde”.

Que tal começar já implantar bons hábitos e uma vida mais saudável os ganhos podem ser surpreendentes.

Priorize sua saúde – passe no médico e faça um acompanhamento de sua saúde com exames de prevenção;

Beba água (2 litros por dia mínimo);

Atividades física, movimente-se, escolha uma atividade que goste;

Refeições balanceadas, dietas somente com ajuda de um profissional;

Durma bem – tenha um sono tranquilo ( se tiver problemas procure ajuda);

Evite Fumo e o Álcool; (procure ajuda de um profissional)

Respire Fundo – Hoje fala-se muito em “mindfullness” que trabalha muito o aqui e o agora, a importância de estar atento na sua respiração  (meditação e Yoga);

Seja Otimista e tenha atitudes positivas Veja sempre o lado bom da vida. Pesquisas comprovaram que pessoas otimistas tem um aumento da imunidade nas células. Outra vantagem é estar sempre rodeados de pessoas positivas;

Faça alongamentos – é importante fazer pequenas pausas para alongar o corpo. Portanto, se movimente durante o seu expediente.;

Sorria – Já dizia o ditado “rir é o melhor remédio”. E isso não é nenhum exagero. Estudos da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia descobriram em testes realizados ao longo dos últimos 7 anos que o sorriso, aliado ao bom humor, reduzia possíveis riscos de morte das pessoas pertencentes ao grupo de amostra – cerca de 53 mil, no total. Portanto, não deixe seu sorriso guardado só pra você!

Finanças em Ordem: qualidade de vida também é cuidar para que a vida profissional e pessoal estejam organizadas. Coloque em prática algumas iniciativas do tipo: Não centralizar todos as decisões em você; organizar seu tempo priorizando atividades; colocar as finanças em ordem.

Aprenda a gostar de você – foque no essencial para você:Trabalhe o seu autoconhecimento e sua autoestima para viver melhor. “O conceito que temos sobre nós mesmos é decisivo como nos colocamos e nos portamos na vida, define o valor que vamos dar a nossa pessoa, ao nosso trabalho, as nossas opiniões, as nossas vontades, e aos cuidados para o nosso corpo e nossa saúde.


Tania Machado é administradora de empresas com mais de 20 anos de atuação no segmento saúde, CEO da TM Jobs, fundadora do BCH Business Club Healthcare, vice-presidente do Comitê de Saúde Corporativa da ABPRH Associação Brasileira de Profissionais de Recursos Humanos, Conselheira Consultiva do IBRAVS –  Instituto Brasileiro de Valor em Saúde.  Apresentadora do Canal Valor em Saúde no Youtube e Socia do Movimento Somos 60 mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

By 8 Arroba