Que o Brasil está envelhecendo não é uma novidade. E o que está sendo feito para trazer autonomia?

Share on facebook
Share on google
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Você sabia que a falta de transporte é a terceira barreira mais citada para acessar serviços de saúde? Além disso, 14% dos idosos sentem solidão sempre e 29% não têm filhos ou os encontram menos de uma vez no ano. Aproximadamente 30% das pessoas com mais de 65 anos de idade caem pelo menos uma vez por ano, o que reforça a necessidade de atenção e apoio em suas atividades diárias.

A falta de transporte é a segunda causa mais frequente para o paciente não ir em compromissos médicos e a dificuldade de locomoção é a 4ª. Uma das razões que leva isso a acontecer, foi que além dos idosos, os filhos, formados na maioria por pessoas entre 35 a 60 anos também costumam viver um desafio: cuidar dos filhos pequenos. O excesso de responsabilidades os leva a dividir a própria agenda entre o trabalho, as tarefas de casa, os compromissos dos filhos e a rotina de cuidados dos pais. Isso mostra a necessidade de produtos e serviços que vão resgatar o bem-estar de todo o ambiente familiar.

Além do contexto apresentado acima, minha mãe tem dificuldade para andar, e por esse fato, ela deixou de sair de casa para realizar asatividades do dia a dia. Não conseguia mais dirigir sozinha e não tinha segurança para solicitar um transporte comum, pelo simples fato de não ter quem dar o suporte necessário para chegar nos lugares. Quando retornei para minha cidade natal, notei que ela estava isolada e junto com meu irmão Gabriel Barboza, comecei a acompanhá-la nas atividades do dia a dia. Ao perceber o quanto isso impactava em seu bem-estar, surgiu a ideia de poder auxiliar mais pessoas que sofrem com o mesmo tipo de dor.

Foi diante desse cenário que surgiu a Eu Vô em julho de 2017, marketplace pioneiro no Brasil que oferece serviço de acompanhamento porta a porta para pessoas idosas e também com mobilidade reduzida, trazendo autonomia com segurança para o cliente e seus familiares. A operação teve início na cidade de São Carlos , mas hoje está também com atuação na cidade de São Paulo.

A Eu Vô tem como propósito empoderar pessoas com mobilidade reduzida e com mais de sessenta anos a ter uma vida autônoma. Ao conectar motoristas treinados, inclusive para fazer companhia em consultas médicas e compras em supermercados, o aplicativo elimina as restrições que, com o tempo, tornam a vida mais solitária. E o melhor: toda essa interação entre motorista e passageiro é feita baseada em rígidos protocolos de higiene e segurança, tudo para dar acesso a um transporte seguro e confiável ao idoso e seus familiares.

Victória Abdelnur Barboza

CEO Co Founder da EU VÔ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

By 8 Arroba